Google Chrome x Firefox
2010-01-27 13:22:19
2008-12-04 08:56:25
Autor: Sony Santos
http://gigawiki.com/sony/google-chrome-x-firefox
Permalink: http://gigawiki.com/113
área = ti; assunto = chrome, firefox, navegadores; categ = artigos, list
Do que eu gosto no Google Chrome:

- Abre mais rápido;
- Cada aba é um processo independente;
- Textarea redimensionável.
- Omni Bar: uma barra p/ tudo.

Na versão 1.0, faltavam-lhes muitas coisas básicas, implementadas na 2.0, como auto-completar, botão do meio do mouse colocar a página em modo scroll, e atualização com suporte a proxy. O Chrome também melhorou a questão das bordas redondas por CSS, que agora estão "arredondadas" (e não "pixelizadas").

O Firefox incorporou algumas mudanças, como abrir aba em nova janela, e abrir novas abas à direita da atual, em vez de lá no fim de todas.

A barra do Firefox ainda é mais inteligente que a do Chrome, procurando palavras no meio de urls do histórico (e não só no começo, como faz o Chrome), e aprende, trazendo em primeiro lugar o link acessado da última vez que comecei com a mesma seqüência de teclas.

O textarea do FF não come espaços quando apago uma palavra. (Isso provavelmente não mudará no Chrome.) Se eu seleciono copiar ou recortar uma palavra e um espaço adjacente, eu quero que exatamente isso seja recortado e exatamente isso seja colado em outra parte, mas o Chrome quer tentar adivinhar o que eu quero fazer e geralmente erra. Quando eu uso CTRL+→, em vez de ir para o início da próxima palavra, como todos os outros textareas do Universo, ele vai para o final da atual. Talvez haja ou criem uma extensão para "normalizar" o comportamento do textarea.

Sim, eu disse extensão para o Chrome.

O grande trunfo do Firefox eram as extensões, como o XMarks, Echofon e FireBug, indispensáveis para mim. Mas agora, com a versão 4.0 estável do Google Chrome, que tem suporte a extensões, as suas vantagens passaram a superar as do Firefox, especialmente o fato de abrir rapidamente e o uso de processos independentes (se uma aba travar, as outras permanecem utilizáveis).

Ontem (26/1/2010) baixei o Google Chrome 4.0, instalei algumas extensões e testei-as.

Já existem o XMarks e o Firebug (versão lite, não testei ainda) para o Chrome. No lugar do Echofon, uso o Chrowety, que achei bem melhor! (Veja minha pequena lista de complementos úteis para Google Chrome.)

Mas não é só isso! Ao instalar uma extensão no Chrome, não é preciso reiniciar o navegador: é só usar!!! O mesmo serve para ativar ou desativar uma extensão. Isso é uma vantagem enorme em relação ao Firefox! Não preciso esperar reabrir o navegador, recarregar as páginas abertas, perder forms preenchidos mas não enviados, só porque resolvi instalar ou desativar uma única extensão! Maravilha!!!

Agora não consigo mais voltar ao Firefox. A partir de hoje (27/1/2010), o Chrome é meu navegador principal, em fase de testes. Quando eu sentir falta do Firefox, vou anotar aqui o porquê.
blog comments powered by Disqus
Login:
Senha:
Para logar, você precisa ter o Javascript habilitado.